06/01/2007

Pregação para surdos




Pregar para surdos diferencia-se em grandes metodólogias de quando se prega para ouvintes. As características visuais que envolvem a língua de sinais exigem métodos diferenciados para alcançar o coração do Surdo, não voltado as concepções abstratas na maioria dos casos.

A melhor forma então seria a forma iconográfica com ilustrações naturais ao cotidiano do Surdo com linguagens visual contundentes para a cultura surda, não ilustrações comumente usadas pelos pregadores de um público ouvinte, para não corrermos o risco de praticar mais uma vez o ouvintismo. também na pregação da palavra de Deus.

Preferivel é que se tenham duas células, se caso for usar textos, uma em português e outra em um português mais simplificado como os surdos chamam "português leve" para que ele mesmo possa visualizar os textos e compará-los entre si. Não digo que viver em função deste chamado português leve seria a melhor escolha a se fazer, mas utilizá-lo como ponte entre a língua falada e a língua de sinais na minha experiência tem sido o melhor caminho, neste contexto de pregação da palavra.

Um comentário:

  1. Durante o culto nos deparamos com versículos muito difíceis para interpretar, seria o momento para fazer uma leitura simplificada, uma explicação ou seguir interpretando?

    ResponderExcluir